quinta-feira, 19 de junho de 2008

Sotaques

A minha locução para TV precisa de alguns ajustes. Não é fácil dar a melhor entonação às palavras para tornar um texto com imagens mais interessante. Mas desconfio que em alguns momentos é o meu sotaque que está soando estranho para os ouvidos mineiros. De qualquer forma, uma editora brincou sugerindo que eu estude, em casa, este singelo texto. Ótimo!

Sapassado, era sessetembro, taveu na cuzinha tomano uma picumel e cuzinhano um kidicarne com mastumate pra fazê uma macarronada com galinhassada.
Quascaí de susto, quando ouvi um barui de dendoforno, pareceno um tidiguerra. A receita mandopô midipipoca denda da galinha prassá. O forno isquentô, e mistorô e o fiofó da galinha ispludiu!!
Nossinhora! Fiquei branco quinein um lidileite. Foi um trem doidimais!! Quascaí dendapia! Fiquei sensabê doncovim, proncovô, oncotô. Óiprocevê quelucura!!! Prestenção!!!!!!! Grazadeus ninguém simaxucô!

Humbração procês!!

Acabo de ler na agenda que hoje é o Dia do Migrante. E como pela primeira vez experimento esta condição, o post celebra a data.

5 comentários:

Anônimo disse...

Querida, a Verô nos indicou seu blog, tá um barato! Assim a turma cá de Sampa pode matar um pouco as saudades do seu bom humor.
abração pra ti!
Agnaldo

Patrícia disse...

Sensacional!!! Tô chorando de rir só de imaginar vc lendo essa coisa.saudade demais

Anderson Ribeiro disse...

Julita, você já conseguiu ler esse texto? Eu com certeza perderia no show do milhão se fosse para lê-lo. hahahahahaha

Sibelle disse...

Adorei o texto muito engraçado...
É desse jeito mesmo que o mineiro fala.SOU mineira e as vezes falo assim.Mais confesso que achei o texto meio dificim pra lê...rsrs

bjaoo

Rosely disse...

Julia, sou mineira e o que acho mesmo estranho é o sotaque paulista.Aquela coisa de mais que enrolar a lingua me deixa doida...Imagina que nos dias mais tensos digo pra minha filha:hoje
to sem paciencia pra ouvir paulista falando.Dobrar o "erre" me deixa louca por assim dizer. Seja bem vinda
a bh e beijos