sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Minas no CQC

O formato estilo show/ auditório exportado pelo CQC da Argentina – dono da versão original do programa – beira o cansaço. Câmera nervosa, cortes excessivos, brincadeirinhas “over” por parte dos apresentadores e merchandising infantilizada são os principais pontos fracos do programa da BAND. Mas a liderança do brilhante Marcelo Tas, a perspicácia e o preparo do time de repórteres e a edição impecável – contando com as divertidas artes – apontam, enfim, para a inovação no campo da mistura entre jornalismo e entretenimento. Nosso Custe o Que Custar vem acertando o tom desde a estreia, em março deste ano.

O quadro Proteste Já é meu favorito. A proposta é conferir, in loco, alguma denúncia de mau uso do dinheiro público encaminhada pelos telespectadores – falta de entrega de uniformes escolares, obras abandonadas, obras nunca realizadas, etc. As matérias são muito bem conduzidas, ricas em personagens, e sempre correm atrás da embaraçosa retratação por parte das administrações locais. O saldo positivo da experiência está em aproximar a politica das pessoas, mostrando o quanto ela afeta nossa realidade e, por isso mesmo, deve ser fiscalizada. Genial!

A motivação deste post é o video exibido no programa desta semana, dia 19 de Outubro. A tecnológica Itajubá, no sul de Minas, onde já estive três vezes a trabalho, foi a bola da vez. Denúncia: unidade móvel de saúde totalmente abandonada pela prefeitura municipal. O argumento é que o ônibus entregue com recursos do Ministério da Saúde se mostrou inviável para utilização devido às proporções e dependência de tomadas de energia elétrica (!!). Mas não houve como evitar o constrangimento. Confira!



Aqui, alguns relatos e fotos de Itajubá.

4 comentários:

homerman disse...

De fato, prefiro mais as reportagens do que as gracinhas da apresentação. Porém, você há de concordar que o pseudo-trailer do filme "Lula, um brasileiro" (paródia do longa de Fábio Barreto), foi uma das coisas mais bizarras e legais que eles já fizeram esse ano.

Não sei se é muito ético postar links do youtube aqui, então, pra quem ainda não viu, o código é: v=B74gfvT9Vqk.

Aliás, você vai poder vir para a Mostra?

Beijos!

Aninha Santos disse...

Julita, acho que já disse que adoro seu blog né? Mas não me custa dizer de novo: curto demais esse espaço aqui!

Boa análise sobre o CQC, não tenho muita paciência para ver o programa inteiro, às vezes vejo quadros no You Tube, mas em geral concordo contigo sobre a aproximação dos brasileiros da política como um todo. Grande sacada essa do jornalismo feito com humor.

Beijo grande pr'0cê. E, sim, já vi seu programa por isso sempre indico no meu blog. Trata de criar um canal no You Tube kkk Bjin

gabism disse...

Um prazer conhecer seu blog!!
sabe, o que eu gosto do Proteste Já é o novo tom que eles dão à reportagem de denúncia, presente em todo telejornal. Creio que o espaço para a denúncia é plural, e sempre há o responsável do poder público cara-a-cara com a comunidade.

Júlia Tavares disse...

Homer, não vou a Mostra este ano.. Talvez pegue a repescagem! Depois conta por aqui o que vc viu de bom!
Meninas, obrigada pela visita. Com leitores tão nobres como vocês, me sinto até envergonhada por não atualizar este blog como gostaria! Beijos!